H1N1 e vacinação


Só a pouco tempo assisti um vídeo de uma suposta ex-ministra da saúde da Finlândia onde ela discorre sobre a ligação entre a imunização via vacina contra o vírus H1N1 (a famosa gripe suína) e a tentativa por parte dos governos mundiais/ indústrias farmacêuticas de reduzir a população mundial. Ok, mais uma teoria de conspiração. É impressionante como as pessoas em geral temos uma certa queda por esse tipo de coisa que, sem dúvida, é algo (em geral) que soa impactante e muito bem construído, no sentido de que é difícil de ser falseada (quando na verdade o ônus da prova deveria recair sobre quem afirma algo!). Parece que as pessoas têm uma tendência natural a acreditar que estão sendo “passadas pra trás”, que são vítimas de um sistema que está totalmente fora do seu raio de ação e do seu controle. Muito cômodo, não? Aqui embaixo está o link para o famoso vídeo (com legendas em português):

Tudo bem, todos sabem que a indústria farmacêutica não é santa e, como qualquer outra instituição capitalista, vive de forma a maximizar seus lucros. A questão é como provar (ou refutar) todos os outros pontos levantados. Como isso é bastante trabalhoso, vamos para o lado fácil da força, checar a fonte! Quem será essa senhora simpática e de bom discurso? Uma rápida busca no google mostra quem é Rauni-Leena Luukanen-Kilde:

“Rauni-Leena Luukanen-Kilde (born 15 November 1939 in Värtsilä, now in the Republic of Karelia) was a provincial chief medical officer inFinnish Lapland Province with a doctorate in medicine from 1975 until a car accident in 1986, which took away her ability to continue her work and career. Received medical doctor degree in 1967 from Univ. of Turku, Finland. She is also the author of many books about UFOs, alien abductions, mind control and other topics, which have been published in 6 different languages inside and outside of Finland. She has spoken openly about the hiding of the UFO evidence and other conspiracy theories like mind controlling.”

Em outro trecho:

“According to Kilde, “brain electrodes were inserted into the skulls of babies in 1946 without the knowledge of their parents,” electrical implants were used in the 1950s, and, two decades later, The first brain implants were surgically inserted in 1974 in… Ohio”.”

“[…] Such technology can also be used to “zombify” individuals, Kilde states, so as to make them act against their own conscience and values. She says that such manipulation has been used in the United States to transform unsuspecting individuals into assassins who have no knowledge or memory of having committed murder, and “the latest supercomputers are powerful enough to monitor the whole world’s population,” so no one is immune to microchip mind control operations.”

Agora, ela falando sobre seus contatos alienígenas:

“Kilde is the author of another article, “My 100 Encounters with Space Aliens,” in which she claims that extraterrestrials have saved her life three times. An alien administered first aid to her after she was involved in an automobile accident, she says. The treatment saved her damaged liver from hemorrhaging and saved her life. In a second accident, she fell off a motorbike that she was driving. The bike almost landed on her, but it was deflected by a force field, she says. In the third incident, a force field deflected an elk that had jumped onto the road in front of her car.”

(Trechos retirados da Wikipedia)

Vivemos numa época privilagiada onde as informações estão bem mais acessíveis do que a tempos atrás.   Evidentemente, essa facilidade de disseminação de informação não vem com um filtro de qualidade embutido… Qualquer um faz e divulga o que bem entender, cabe a você desenvolver um senso crítico que permita o julgamento das informações que chegam até você.

Até a próxima!

original em http://ealagartixa.blogspot.com/2010/05/h1n1-e-vacinacao.html

5 ideias sobre “H1N1 e vacinação

  1. Bruno Oz

    Cara, alguém da indústria farmaceutica entrou na Wikipedia e adicionou esta viagem aí dos ets…Don't Believe The Truth!:4 )Ah! Mudei a cor do link para o video. Por algum motivo, ele estava preto.abraçOZ

    Resposta
  2. Rodrigo Sousa

    Por mais q eu concorde que nao devemos acreditar nessa conspiração, wikipedia eu nao acho q seja a fonte mais confiavel do mundo…Mais legal nesse caso seria: Trust no one! :)Abracos,Rodrigo

    Resposta
  3. Leandro Alexandre

    Também pensei nisso hauhau… claro q alguém pode ter entrado na wikipedia e escrito essas coisas por lá… A verdade é inatingível, mesmo quando ela está presente… Think about it!E, no mais, minha frase "Qualquer um faz e divulga o que bem entender, cabe a você desenvolver um senso crítico que permita o julgamento das informações que chegam até você." Já por "default" rebate o argumento de vcs!

    Resposta
  4. Comunicação

    Prezado,Infelizmente em todas as campanhas de vacinação, realizadas pelo mundo, surgem teorias de que estas imunizações causam sérios danos ou até morte. Porém, estes fatos não são verdadeiros. Nosso país tem tradição em campanhas de vacinação. Já erradicou doenças e diminuiu os danos causados por muitas outras. A vacina é justamente para ajudar a diminuir os males provocados por um vírus que matou milhares de pessoas pelo mundo e, centenas no Brasil. De acordo com a Organização Mundial de Saúde (OMS), os principais efeitos colaterais da vacina são dores de cabeça, nos músculos e articulações e febre. São sintomas leves, que devem durar cerca de dois dias. Em casos mais raros, pode haver reação alérgica. Att,Ministério da Saúdefernanda.scavacini@saude.gov.br

    Resposta

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s