Arquivo da categoria: Programação e ferramentas

Conversão em lote, vol. 2


Um comando alternativo ao postado anteriormente em https://incertezaemprincipio.wordpress.com/2012/11/24/conversao-eps-jpg-ou-vice-versa-em-lote/:

 mogrify -format jpg *.eps

Com o imagemagick instalado, o comando exemplo acima converte todos os arquivos em .eps numa pasta para o formato jpg. Claro, funciona com diversos outros formatos de imagem também.

Até a próxima!

Anúncios

Algumas dicas não triviais para plots no Maple


Eu aconselho qualquer um que esteja começando a precisar usar software de manipulação algébrica a não usar o Maple. Apesar de ter uma linguagem bastante simples e uma excelente interface (não gosto muito da IDE do Mathematica), o CAS canadense possui uns bugs muito irritantes, que um dia ainda escreverei sobre. Mas, como já tenho muita coisa escrita no Maple, ficaria difícil mudar para outro software no momento, ainda mais no fim do doutorado.

Uma coisa chata de se fazer no Maple (e que é trivial em outros sistemas, como por exemplo no Mathematica), é ajustar o tamanho dos eixos de um gráfico através de um comando, coisa fundamental para padronizar plots para publicação. O padrão fornecido é o ajuste via “clicar na figura e arrastar”, algo totalmente não prático.

Outro procedimento que, na minha opinião, deveria ser mais prático é o de exportação de figuras no tamanho/resolução escolhido pelo usuário. Por default, você pode clicar com o botão direito do mouse sobre um plot, e escolher a opção “exportar” no popup que se abre. No entanto, não é fornecida nenhuma opção ao usuário além do formato desejado para a figura. Nada de escolher resolução/qualidade/tamanho etc.

Depois de algum tempo pesquisando, consegui finalmente encontrar a solução para meus problemas aqui: http://www.mapleprimes.com/questions/125945-Plot-Size-On-Export-With-Maple-15

A idéia é criar uma função, chamada no Maple de “Procedure”, para especificar as opções desejadas para exportar seu plot:

MakeWidePlot := proc(p::evaln)
     local name, place, opts:
         name := cat("c:/temp/",convert(p,string),".ps"):
         opts := `landscape,width=1024,height=768,noborder`:
     plotsetup('ps', 'plotoutput'=cat(name), 'plotoptions'=opts):
     print( plots:-display( eval(p), 'axesfont' = [ TIMES, 10 ],
                            'labelfont' = [ TIMES, ROMAN, 10] ) ):
     plotsetup(default):
   end proc:

MakeWidePlot(P);

No pedaço de código acima, “P” é o plot definido anteriormente no qual será aplicado as especificações acima, como altura, largura, modo paisagem ou retrato etc. Por exemplo, “P” pode ser:

P:=plot(x^2,x=-1..1);

Também funciona no ambiente “display”, por exemplo,

P:=display({plot1,plot2…},opts);

Isso mata dois coelhos com uma cajadada só: o problema do tamanho da figura exportada, e o ajuste do tamanho dos eixos.

Até a próxima!

Conversão eps->jpg (ou vice-versa) em lote


1. install imagemagick (sudo apt-get install imagemagick)
2. for i in *.jpg; do convert $i $i.eps; done

Créditos: http://weizhongece.blogspot.com.br/2008/10/batch-convert-jpg-to-eps-on-ubuntu.html

 

Link interessante: Preventing Mathematica from eating up all your memory


Para ler: Walking Randomly http://www.walkingrandomly.com/?p=4655

Problemas com SSH?


Se a mensagem “connect to host localhost port 22: Connection refused” tem teimado em aparecer no seu terminal do Ubuntu (ou de outra distribuição baseada em Debian) quando você tenta acessar um computador remoto via SSH, sugiro 2 passos: o primeiro é reinstalar o SSH no computador remoto. Se não resolver o problema, recomendo seguir as instruções desse ótimo post no fórum oficial do Ubuntu:

http://ubuntuforums.org/showthread.php?t=1702992

Até a próxima!

Compressão de arquivos .pdf no ubuntu (post it)


No terminal, use o seguinte comando, trocando “input” e “output” pelo nome do seu arquivo de entrada e saída, respectivamente.

gs -sDEVICE=pdfwrite -dCompatibilityLevel=1.4 -dPDFSETTINGS=/screen -dNOPAUSE -dQUIET -dBATCH -sOutputFile=output.pdf input.pdf

Maple 13 no Ubuntu 12.04


Desde que instalei a nova versão do Ubuntu, a 12.04, venho notando que a mesma não é tão “precisa” quanto o nome diz (Precise Pangolin é o codename dessa versão…). Tenho tido problemas com alguns comandos específicos no Maple 13, como o “asympt” e o “series”.  Resultados inesperados estão sendo produzidos na versão 64 bits dessa distribuição. Na versão 32 bits e no windows 7  64 bits tudo parece normal, entretanto.

Resolvi então tentar obter alguma idéia do que estaria ocorrendo no fórum de discussão do Maple, o Maple Primes. Eis então que recebo uma resposta bem desanimadora:

“Unfortunately Maple 13 is not supported and there is no workaround to get it to work in Ubuntu 12.04.  Since Ubuntu 12 was just released, no other versions of Maple are officially supported for it at this time.

That said, Maple 16 does run just fine in Ubuntu 12 and Maple 15 will run provided that it is patched: See this related post for Fedora (Red Hat): http://www.mapleprimes.com/questions/130220-Maple-15-X86-64-LINUX-Fedora-16-Log2”

Ou seja, oficialmente a versão 13 do Maple não é suportada  ( e nem há um esforço para que isso seja revertido) pela versão 12.04 do Ubuntu. A comunidade do Fedora também está relatando alguns bugs que estão ocorrendo na mais nova versão dessa distro.

Para acompanhar os posts relacionados, clique no link http://www.mapleprimes.com/questions/133593-Maple-13-And-Ubuntu-1204#comment133602

Até a próxima!