Arquivo da categoria: Vídeos

BICEP2 – Uma coletânea de links


Quase um ano após a divulgação dos resultados do Planck, mais um grande conjunto de medições cosmológicas foi divulgado. Agora foi a vez do experimento BICEP2 publicar dados que terão um impacto gigantesco para a pesquisa da Física do universo primordial. Pela primeira vez evidências diretas da existência de ondas gravitacionais (B-mode polarization) foram obtidas e novas restrições sobre parâmetros cosmológicos como por exemplo o índice espectral $ latex n_s$ e a tensor-to-scalar ratio (r) foram obtidos.

Os indícios da existência de ondas gravitacionais, caso confirmado por outros experimentos,  constituiria a primeira evidência de que um período de expansão acelerada nos primórdios do universo teria de fato ocorrido. Isto elevaria o chamado modelo inflacionário ao status de fato científico, deixando de ser apenas um cenário fenomenológico conveniente para sanar alguns problemas do modelo cosmológico padrão (popularmente conhecido como Big Bang). 

Além disso, os resultados ressaltam que a mecânica quântica de fato desempenhou um papel fundamental juntamente com a gravidade nos momentos iniciais do universo. Com isso, uma teoria quântica da gravidade faz-se ainda mais necessária para completarmos nosso conhecimento acerca do nascimento do universo e também para entendermos o que causou o período inflacionário.

Esta sem dúvida será uma das descobertas mais importantes da história da ciência, caso confirmada. Na minha opinião, esse feito estaria num nível similar ao da descoberta do bóson de Higgs, ou até mesmo superior, se imaginarmos que o que o BICEP2 fez foi inferir dados de um universo que possuía por volta de 10^{-35}s de idade.

Acho que um prêmio nobel para os experimentais e para os pais do modelo inflacionário é algo bastante provável. Pena que quase não estão falando no nome de A. Starobinski, um dos criadores (de forma independente) do modelo juntamente com A. Linde e A. Guth.

Aqui vai uma coletânea de links sobre o assunto:

Bonus: Vídeo do Andrei Linde recebendo a notícia dos resultados:

Applications of Physics Inspired Methods in Natural, Social and Human Sciences – Prof. Sorin Solomon


Uma nova equação para a inteligência (Vídeo)


Uma interessante palestra de Alex Wissner-Gross (http://www.alexwg.org/) onde o mesmo afirma ter dado os primeiros passos na formalização de um princípio físico que relaciona entropia com o que se denomina inteligência. O trabalho original publicado na Physical Review Letters pode ser encontrado aqui: http://link.aps.org/doi/10.1103/PhysRevLett.110.168702

Documentário sobre obsolescência programada (updated)


Imagine se todos os bens que compramos durassem dezenas de anos, passassem  de geração em geração como herança de família, se a manutenção de equipamentos fosse fácil e barata. Uma situação dessas acarretaria o total colapso do sistema econômico que rege o mundo, que é uma econômia que se baseia no crescimento e se equilibra no seguinte tripé: propaganda, obsolescência e fornecimento de crédito. Por isso sua TV corre o risco de quebrar logo após o fim da garantia, sua lâmpada dura apenas alguns milhares de horas e seu celular, devido à poderosa ferramenta de marketing, fica desatualizado e inadequado em apenas 1 ano. É a econômia baseada na insatisfação das pessoas, que, como um produto na prateleira, recebem o rótulo de “consumidor”. Será que uma economia baseada em crescimento é sustentável a longo prazo? Bom, na natureza não existe sistema que sustente um crescimento de forma indefinida. É bastante provável que em algum momento nossa economia irá colapsar, já que vivemos num planeta de recursos finitos.

Imagine se todos os países do mundo atingissem o nível de desenvolvimento dos EUA ou da Europa. Nosso planeta se sustentaria por quanto tempo? Pensar sobre esse assunto é interessante e é importante estudarmos alternativas ao atual modelo.  Abaixo seguem dois vídeos, o primeiro é um documentário sobre a obsolescência programada, e o segundo é um discurso muito interessante do presidente do Uruguai, José Mojica.

Update: por questões de direitos autorais, o documentário a que me refiro tem sido constantemente retirado do youtube. Abaixo coloquei um novo link, mas o mesmo não deverá ficar disponível por muito tempo. Sugiro que procurem adquirir o documentário, cujo título é “Comprar, jogar fora, comprar”.

Até a próxima!

Série Universo, da UNIVESP TV



 

Para os que se interessam pelos mistérios do nosso universo, está aí uma excelente série da Univesp TV. São conversas com diversos físicos que participam ativamente de pesquisas que visam aumentar nossa compreensão do cosmos.

Link para a playlist no youtube: http://www.youtube.com/playlist?list=PL1A9DF7BF31597254&feature=plcp

Para começar o ano


Aqui vão dois vídeos bastante interessantes que assisti há poucos dias. O primeiro deles é uma palestra do TED e fala sobre a busca do entendimento da consciência humana:

O segundo vídeo é uma palestra do nobelista em Física Murray Gell-Mann, onde o mesmo fala sobre a evolução da linguagem:

Vale muito a pena assisti-los. Um ótimo ano novo para todos!

 

Primeiro contato de uma tribo


Imagine que um viajante do tempo encontra a espécie humana nos seus primórdios de desenvolvimento  e mostra a um grupo de indivíduos artefatos produzidos através do nosso conhecimento atual, como uma câmera de vídeo, um gravador de voz, um computador etc. Seria chocante, não? Eu diria que o vídeo abaixo nos mostra mais ou menos isso, mas o sujeito de pele branca evidentemente não é um viajante do tempo, mas sim um provável antropólogo estabelecendo um primeiro contato com uma tribo da Papua Nova Guiné.

Bem, com as facilidades e acessibilidade das tecnologias de hoje, fica difícil afirmar se o vídeo é verdadeiro ou não, mas independente disso ele é impressionante. Ele nos faz parar um pouco e pensar em quão longe chegamos no desenvolvimento do conhecimento sobre a natureza. Uma espécie animal dentre tantas outras, num planeta (provavelmente) como tantos outros, numa galáxia banal frente a imensidão do espaço, hoje tece teorias profundas sobre a origem de tudo isso que nos cerca, visível ou invisivel, muito pequeno ou de dimensões do universo. Talvez não tenhamos tomado o melhor caminho nessa linha do tempo do desenvolvimento humano, mas devemos ter a humildade que transparece nesse povo “primitivo” do vídeo para mudar o curso da história enquanto ainda há tempo.

Até a próxima!